Aos Fatos

Homem em foto com Bolsonaro não é ex-PM suspeito de assassinar Marielle

Por Luiz Fernando Menezes

12 de março de 2019, 15h40


Apontado em publicações nas redes sociais como Ronnie Lessa, ex-PM suspeito de assassinar a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), o homem que aparece em uma foto de 2017 com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) é, na verdade, o sargento da PM de São Paulo Rogério Praxedes Marcolino.

A falsa atribuição tem sido compartilhada no WhatsApp e foi denunciada ao Aos Fatos por leitores no aplicativo de mensagens (veja como participar). Publicações semelhantes identificadas no Facebook foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

Sabem quem é este de óculos de sol que aparentemente faz a segurança de Bolsonaro?? Se chama Ronnie Lessa, o mesmo que apertou o gatilho contra a Marielle.

A foto em questão é de abril de 2017 e foi tirada em evento de formatura da PM-SP (Polícia Militar de São Paulo). O homem que aparece à frente de Jair, Eduardo Bolsonaro, deputado federal pelo PSL de São Paulo, e do deputado estadual Coronel Telhada (PP-SP) não é um segurança, mas o sargento Rogério Praxedes Marcolino, representante da APMDFESP (Associação Policiais Militares Deficientes Físicos do Estado de São Paulo) na Zona Oeste de São Paulo.

Além disso, como é possível observar na comparação abaixo, o policial paulista (à esquerda) não se parece com Ronnie Lessa (à direita). À diferença do ex-PM, Marcolino tem nariz mais largo, lábios mais grossos e entradas no cabelo.

Algumas publicações que circulam nas redes sociais afirmam que o homem à esquerda na foto seria Lessa, o que também não é verdade: ele é Wladimir Menezes, secretário geral da APMDFESP. Abaixo, é possível ver outra foto de Menezes e Marcolino na mesma ocasião.

Procurada por Aos Fatos, a Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto disse, por e-mail, que “não vai comentar o assunto”.

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta terça-feira (12), o PM reformado Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz, suspeitos de participarem do assassinato de Marielle Franco em março do ano passado. Lessa teria sido o autor dos 13 disparos que mataram Marielle e seu motorista, e Queiroz teria dirigido o carro utilizado no assassinato.


Esta checagem foi atualizada às 15h56 do dia 12 de março de 2019 para acresentar as informações referentes a Wladimir de Menezes, outro homem na foto que, nas redes sociais, foi comparado a Lessa.