Aos Fatos

Agressor de Bolsonaro não saiu em foto ao lado de Lula

6 de setembro de 2018, 20h06


Não é verdade que o agressor de Jair Bolsonaro foi fotografado próximo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um ato político do PT, como tenta fazer crer imagem que circula em redes sociais como WhatsApp, Twitter e Facebook. Trata-se de uma montagem.

Conteúdos com esse teor foram marcados como FALSOS na ferramenta de verificação do Facebook após alerta de usuários (entenda como funciona). Na noite, desta quinta-feira (6), Aos Fatos está checando as informações acerca do ataque ao candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora (MG). Leia a cobertura completa aqui.

Abaixo, o que verificamos.


FALSO

Homem que tentou matar Bolsonaro era petista seguidor de Lula.

É uma montagem e, portanto, FALSA, uma imagem que retrata o responsável pelo ataque a Bolsonaro num ato político do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (veja a montagem aqui). A imagem original é de autoria do fotógrafo Ricardo Stuckert, do Instituto Lula, e consta de uma série de reportagens de vários sites e jornais, como O Globo e Gazeta.

Um rápida busca pela ferramenta de pesquisa de imagem reversa do Google traz a fotografia original, reproduzida abaixo. Ela foi feita em Curitiba (PR), em 5 de maio de 2017, quando Lula prestou depoimento ao juiz Sérgio Moro.

A imagem adulterada coloca o rosto do agressor, Adélio Bispo de Oliveira, no lugar onde originalmente estava um homem de óculos próximo a uma bandeira verde, no canto direito da foto. Veja abaixo como foi feita a alteração, a partir de imagem enviada a Aos Fatos por leitores: