Aos Fatos

Homem que representou diabo no desfile da Gaviões não morreu em acidente

Por Luiz Fernando Menezes

7 de março de 2019, 15h05


É notícia falsa a morte do homem que interpretou o diabo no desfile da escola de samba paulistana Gaviões da Fiel em acidente de carro um dia após a apresentação. Para dar suporte às informações enganosas, um vídeo que circula nas redes sociais utiliza imagens de uma colisão entre um carro e um caminhão-tanque em fevereiro de 2018 na Grande São Paulo.

Além disso, há comprovação de que o componente da escola está vivo nos registros de entrevistas concedidas por ele após a disseminação da desinformação. O ator recebeu uma série de ataques e ameaças nas redes sociais e, por isso, preferiu não se identificar.

O vídeo enganoso, publicado originalmente em 4 de março no YouTube, foi compartilhado por perfis pessoais no Facebook e chegou a ser replicado pelos sites Aconteceu.net e TopFive TV. Até quinta-feira (7), a notícia falsa já havia angariado cerca de 125 mil compartilhamentos. Publicações com esta desinformação foram marcadas por Aos Fatos com o selo FALSO na ferramenta de verificação do Facebook (entenda como funciona).


FALSO

Morreu nesta segunda (4), o personagem que fez o papel do diabo vencendo Jesus em um desfile da escola de samba Gaviões da Fiel. Segundo informações, o homem morreu em um acidente automobilístico na grande São Paulo.

O vídeo que circula nas redes sociais simula o linguajar jornalístico para espalhar uma notícia falsa: um acidente de carro matou o componente da Gaviões da Fiel que desfilou como diabo um dia após a apresentação no sambódromo do Anhembi. O conteúdo sugere que houve uma punição divina pelo uso da fantasia de diabo pelo passista, e termina dizendo "com Deus não se brinca”.

As imagens utilizadas, na verdade, mostram um acidente ocorrido em fevereiro de 2018 entre um caminhão-tanque de gás e um carro na Avenida dos Estados, na Grande São Paulo. O motorista do carro ficou ferido, mas sobreviveu ao acidente.

Outras publicações que trazem o mesmo conteúdo enganoso utilizam uma foto do site Ronda Policial, que retrata um acidente de trânsito ocorrido em maio de 2018 em Pouso Redondo (SC).

Ao Fato ou Fake, que também checou como falso este conteúdo, o homem que representou o diabo no desfile da Gaviões da Fiel disse que está sendo atacado: “Tem pessoas falando de fato que o ator deveria morrer. Chegaram a pedir para outras pessoas darem o meu nome. Sou uma pessoa normal, trabalho, tenho família, não estou acostumado com esse tipo de repercussão”. Ele não teve o nome revelado e Aos Fatos não conseguiu localizá-lo.

Uma das páginas que reproduziu o conteúdo falso, o site Aconteceu.net informou ao Ao Fatos que retirou o conteúdo do ar: “essa matéria não está mais em nosso site. Assim que foi relatado que era fake news, já retiramos”. O conteúdo foi removido logo após o envio do e-mail de contato do Aos Fatos, na manhã desta quinta-feira (7). O site TopFive TV, que também espalhou a desinformação, não disponibiliza meios de contato e seus responsáveis não foram localizados.

A Gaviões da Fiel trouxe este ano o enredo “A saliva do santo e o veneno da serpente”, com alusões a demônios e uma encenação que mostrava uma batalha entre o diabo e Jesus Cristo, que era vencido em alguns momentos da apresentação. Isso foi suficiente para acender a polêmica nas redes sociais, com críticas disparadas por membros da Frente Parlamentar Evangélica, como o deputado federal Lincoln Solidária (PR-MG), cuja nota afirmava que desfile foi ofensivo, desrespeitoso e que a apresentação “não é arte, é crime”.

O coreógrafo da escola de samba, Edgar Junior, disse, em entrevista à Veja, que a apresentação foi mal-interpretada: “o personagem do diabo está ali para testar a fé do Santo Antão. O enredo mostra que o diabo perde a batalha para os anjos do bem diversas vezes. Depois disso, ele coordena com as forças do mal e batalha com Jesus, que realmente sofre. Mas, no final, os anjos protegem Jesus e ele aparece forte, abençoa a plateia, os anjos do bem e do mal e até o diabo, porque ele é uma pessoa de luz. Acaba a guerra e ele fala com Santo Antão como a dizer: ‘Não perca a sua fé, sempre vão testá-la, mas estou aqui contigo’”.