Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

Foto de Túlio Gadêlha com cartaz sobre veto não tem a ver com fundo eleitoral

Por Luiz Fernando Menezes

11 de dezembro de 2019, 18h03


O cartaz que o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) segura em uma foto, onde se lê “Bolsonaro, derrubamos seu veto”, não tem a ver com o veto do presidente que impedia a possibilidade de aumentar o fundo eleitoral, como sugerem publicações nas redes sociais (veja aqui). Na ocasião fotografada, Gadêlha comemorava a derrubada da restrição imposta pelo Palácio do Planalto à garantia de atendimento psicológico em escolas públicas.

A imagem fora de contexto foi publicada por páginas e perfis pessoais no Facebook e reunia ao menos 1.500 compartilhamentos até a tarde desta quarta-feira (11). Todas as publicações foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

A foto do deputado Túlio Gadelha (PDT-PE) é real, mas não tem relação com o veto do presidente Jair Bolsonaro que impedia o uso de 30% das emendas parlamentares no fundo eleitoral, como sugerem as postagens analisadas. A restrição foi derrubada em sessão do Congresso em 27 de novembro em acordo que contou com a anuência do próprio governo Bolsonaro.

Gadêlha não estava presente na sessão, mas seu partido orientou o voto favorável à possibilidade de aumento do fundo eleitoral. Ele estava em missão oficial na Suíça.

A imagem em questão foi postada no Facebook e no Instagram do pedetista no dia 2 de dezembro para celebrar a derrubada do veto do presidente ao PLC 60/2007, que garante atendimento por profissionais de psicologia e serviço social nas escolas públicas de educação básica.

“O que ocorre nas escolas é uma representação da sociedade. A violência física e verbal, a falta de atenção, as marcas que não percebemos do bullying, da exploração sexual, dos pensamentos de suicídio são algumas das situações que requerem profissionais especializados. Por isso, derrubamos o veto do Governo Bolsonaro”, diz o deputado na postagem.

Referências:

1. Congresso em Foco
2. Câmara dos Deputados
3. Senado (Fontes 1 e 2)