Aos Fatos

Com fotos antigas, posts enganam ao dizer que PF fez operação na Globo

Por Bruno Fávero

4 de setembro de 2019, 19h02


Publicações que circulam nas redes sociais enganam ao dizer que a Polícia Federal teria realizado uma operação de busca e apreensão na Rede Globo na terça-feira (3) (veja aqui). Além de as fotos que ilustram as postagem serem antigas, a PF afirma que não tomou conhecimento de qualquer ação do tipo. Também não há registros do episódio na imprensa ou em canais oficiais.

No Facebook, posts com a desinformação acumulavam ao menos 3.000 compartilhamentos até a tarde desta quarta-feira (4). Todas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da rede (veja como funciona).


FALSO

Rede Globo sendo visitada pela Polícia Federal. Cumprindo mandato de busca e apreensão de documentos, computadores etc etc. Referente a repasse de verbas supermilionárias. Será que o Jornal Nacional vai colocar no Ar ?

Não há indícios que a Polícia Federal realizou uma operação de busca e apreensão na sede da Rede Globo nesta terça-feira (4), como afirmam publicações que circulam nas redes sociais. Por e-mail, a divisão de comunicação da PF disse desconhecer "qualquer ocorrência nos moldes da descrita". Aos Fatos não identificou registros na imprensa e em canais oficiais do governo que atestem a suposta ação policial.

As imagens que acompanham as postagens sobre o assunto também são antigas. A fotografia da sede da Globo, no Rio de Janeiro, é um recorte de uma imagem datada de 2013 que aparece no site de recomendações Kekanto.

Outra imagem usada nas publicações, apesar de não ter a origem identificada, retrata o prédio da Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro). Nesta reportagem do jornal O Globo, é possível ver o mesmo local de outro ângulo. Em novembro do ano passado, agentes da PF estiveram no local para prender deputados acusados de participar de esquema de corrupção no governo Sergio Cabral.

Por fim, os posts usam ainda foto que consta em notícia publicada em abril deste ano pelo portal R7 sobre operação policial em Belo Horizonte que teve como alvo Reginaldo Donizete Soares, irmão de um ex-assessor do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL).

Referências:
1. Kekanto
2. O Globo
3. R7