Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

Bolsonaro não liberou R$ 8 bilhões para o Ministério da Educação

Por Amanda Ribeiro

10 de outubro de 2019, 13h06


É falsa a informação que circula nas redes sociais que presidente Jair Bolsonaro liberou R$ 8 bilhões para a Educação (veja aqui). Na verdade, por meio de um decreto assinado no dia 26 de setembro, o governo liberou para diversos órgãos R$ 8,3 bilhões que estavam bloqueados do orçamento aprovado no início do ano. Desse valor, R$ 2 bilhões (cerca de 24%) foram efetivamente destinados ao MEC (Ministério da Educação).

Compartilhadas por perfis pessoais no Facebook, publicações que apresentam essa desinformação somam cerca de 24 mil compartilhamentos até a tarde desta quinta-feira (10). Todas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da rede social (entenda como funciona).


FALSO

Quando Bolsonaro precisou fazer contingenciamento foi uma gritaria; agora ele liberou 8 BILHÕES para educação ninguém dá um pio.

Não é verdade que o presidente Jair Bolsonaro liberou R$ 8 bilhões para a Educação, como afirmam publicações que circulam nas redes sociais. No dia 26 de setembro, o governo desbloqueou R$ 8,3 bilhões do orçamento para diversos órgãos por meio do decreto 10.028. Com isso, foram liberados R$ 2 bilhões para o Ministério da Educação, que devem ser usados para gastos básicos de universidades e institutos federais (contas de energia e água, por exemplo), compra de materiais didáticos e manutenção de bolsas de estudos.

Além do MEC, as outras pastas que tiveram os maiores limites liberados foram o Ministério da Economia (R$ 1,75 bilhão) e o da Defesa (R$ 1,65 bilhão).

Referências:
1. Planalto
2. Ministério da Economia