Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

Vídeo não mostra Lindbergh comprando drogas em favela no Rio

Por Luiz Fernando Menezes

15 de outubro de 2019, 17h17


É falso que um vídeo tenha flagrado o ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ) comprando drogas no morro do Vidigal, na Zona Sul do Rio, como sustentam publicações nas redes sociais (veja aqui). As imagens mostram apenas o petista esperando, e depois embarcando, em uma kombi na subida da favela, onde esteve para uma confraternização política no sábado (13). A presença dele no evento foi confirmada por uma foto e pelos deputados Benedita da Silva (PT-RJ) e Waldeck Carneiro (PT), que também estavam no local. Farias disse que vai denunciar o caso à polícia.

A desinformação a partir do vídeo tem sido difundida principalmente pelo WhatsApp, onde não é possível medir com precisão seu alcance. O material foi enviado como sugestão de checagem por leitores do Aos Fatos no aplicativo de mensagens (inscreva-se aqui). No Facebook, publicações enganosas já reúnem ao menos 2.000 compartilhamentos nesta terça-feira (15) e foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

EX-SENADOR PELO PT, LINDENBERG FARIAS, É FLAGRADO COMPRANDO DROGAS NO MORRO DO VIDIGAL NO RIO DE JANEIRO. São vermes como esse que financiam o crime organizado em nosso país.

Um vídeo gravado por um homem que interpela e chama de corrupto o ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que esperava uma kombi na subida do Morro do Vidigal, na Zona Sul do Rio, tem sido veiculado nas redes sociais como se mostrasse um flagra do petista comprando drogas na favela. Na verdade, Farias foi ao Vidigal para participar de uma confraternização política no espaço Politilaje no último sábado (13). Aos Fatos não conseguiu identificar o autor do vídeo, que, na gravação, chama o ex-senador de “vagabundo” e “bandido”.

A presença no evento foi atestada pelo ex-senador em um vídeo publicado no Twitter: “sábado passado eu visitei o Vidigal, eu fui chamado para um encontro de vários coletivos de dentro da favela e de fora da favela [...], e tava subindo numa kombi, que é o jeito de se fazer para subir no Vidigal”. Ele acusa ainda a pessoa que fez a gravação de preconceito, por considerar que pessoas só sobem em favelas para comprar drogas.

Em resposta à publicação do Aos Fatos, o senador disse em seu Twitter, na tarde desta terça-feira (15), que denunciou o caso à DCRI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática).

A versão de Farias é confirmada por uma foto publicada por ele no Twitter também no dia 13. Nela, o ex-senador aparece vestindo a mesma roupa e junto de outras três pessoas e, na legenda, ele informa estar no Vidigal. Na comparação abaixo, é possível ver que a camiseta utilizada é a mesma:

Outros dois políticos que foram ao mesmo evento também confirmaram ao Aos Fatos a presença de Lindbergh Farias no local: o deputado estadual fluminense Waldeck Carneiro (PT) e a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ).


Esta checagem foi atualizada às 11h30 do dia 16 de outubro de 2019 para acrescentar que Lindbergh Farias já fez a denúncia do caso à DCRI.