Aos Fatos

Gage Skidmore

Trump não vai fazer intervenção no Brasil para acabar com a corrupção

Por Bernardo Moura

29 de junho de 2018, 19h27


É notícia falsa a postagem “Trump avisa: posso intervir militarmente no Brasil para acabar com a corrupção” publicada por sites como Política Atual e blogs apócrifos na última quarta-feira (27). O conteúdo foi denunciado por usuários do Facebook como potencialmente enganoso (entenda como funciona).

O post recicla um boato que circula nas redes sociais desde 2015 e acrescenta novas informações falsas para fazer parecer que o governo norte-americano está tentando aprovar uma intervenção militar no Brasil por meio do Conselho de Segurança da ONU.

Em nenhum momento, porém, o texto apresenta a declaração de Trump que alardeia no título. O mesmo conteúdo foi identificado em postagens dos sites Portal Veja Agora, datado de 30 de dezembro de 2017, e Top Notícias do Momento (sem data). Veja abaixo, em detalhes, o que checamos.


FALSO

“Trump avisa: posso intervir militarmente no Brasil para acabar com a corrupção”

A postagem do Política Atual começa resgatando trechos de uma notícia falsa que circula nas redes sociais pelo menos desde 2015: o discurso em que o senador norte-americano republicano Harry MacGaren teria anunciado ajuda da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) para “tirar esse governo de bandidos do poder” no Brasil. Só que tal discurso nunca foi proferido, pois o senador mencionado não existe. Uma busca pelos parlamentares ativos e pelos que já passaram pelo Senado dos EUA mostra que não há por lá qualquer Harry MacGaren.

A história do discurso do senador teria começado com uma postagem da página do Facebook Que absurdo, estou revoltado (23.209 seguidores) de 22 de fevereiro de 2015. Ela traz uma carta de Harry MacGaren, em inglês e em português - ambos com erros ortográficos -, em que ele pede ao Partido Republicano uma intervenção no Brasil, pois “Dilmãe está a ponto de se tornar um novo Sadan. Não queremos um novo Iraque, certo? Então vamos fazer a coisa certa e salvar o Brasil!”.

Meses depois, em agosto de 2015, o site E-Farsas desmascarou esse boato, que havia ganhado tração ao ser publicado novamente na página Que absurdo, estou revoltado em razão dos protestos pela saída de Dilma Rousseff (PT) da Presidência da República. No ano passado, como também noticiou o E-Farsas, a mesma informação voltou a circular afirmando que a intervenção militar contra a corrupção no Brasil seria feita pelos EUA e pela ONU (Organização das Nações Unidas). Aos Fatos identificou que, na ocasião, essa notícia falsa também foi disseminada pelos sites Portal Veja Agora e Top Notícias do Momento em postagens que chegaram ao Facebook nos dias 30 e 31 de dezembro de 2017.

A versão atual do boato, publicada esta semana pelo Política Atual, vai além e sugere que as declarações do falso senador foram dadas um dia “dероіѕ dе duаѕ аltаѕ funсіоnárіаѕ do gоvеrnо Trumр tеrеm criticado оѕ соnѕtаntеѕ vеtоѕ da Rússia na ONU a uma ação mіlіtаr еѕtrаngеіrа nо país Brаѕіlеіrо (sic)”. E completa: “na quarta-feira, a secretária dе Estado, аfіrmоu ԛuе a роѕturа dо Tеmеr роdе рrоvосаr umа guеrrа сіvіl nо Brаѕіl”.

Nenhuma dessas informações é verdadeira. A última indisposição dos EUA com vetos da Rússia no Conselho de Segurança da ONU se deu por conta da guerra da Síria. E os Estados Unidos hoje têm um secretário, e não secretária, de Estado: Michael R. Pompeo, no cargo desde 26 de abril último. Tal declaração dele nesse sentido jamais existiu.

Adiante, mais informações falsas na postagem do Política Atual. “A еmbаіxаdоrа dоѕ EUA nаѕ Nаçõеѕ Unіdаѕ, Susan Rісе, fоі mais сlаrа e advertiu que umа intervenção mіlіtаr seria a única opção”, diz a postagem, mas a representante americana hoje na ONU é Nikki Halley. Susan Rice ocupou o cargo entre 2009 e 2013, nos governos de Barack Obama, que é democrata, ou seja, do partido rival ao de Donald Trump.

A postagem termina relatando uma entrevista - que não existiu - do secretário de Defesa norte-americano, cujo nome não é citado, dizendo que “оѕ EUA mаntêm ‘todas as орçõеѕ sobre a mеѕа’ раrа аdоtаr contra o rеgіmе dе (sic) соmunіѕtа nо plаnеtа, nо еntаntо, rеjеіtоu a роѕѕіbіlіdаdе de umа іntеrvеnçãо mіlіtаr nãо legitimada реlо Conselho dе Sеgurаnçа da ONU”.

Em nenhum momento do texto há qualquer declaração de Donald Trump com as informações que constam no título da postagem do Política Atual. Sem autoria declarada, Aos Fatos não conseguiu entrar em contato com os responsáveis pelo site.

*Esta checagem foi atualizada às 17h51 de 2 de julho de 2018 para acrescentar informação de que a notícia falsa também foi identificada em posts nos sites Portal Veja Agora e Top Notícias do Momento.