Aos Fatos

Trump não publicou tweet em apoio a Bolsonaro

Por Luiz Fernando Menezes

8 de outubro de 2018, 18h05


É FALSO um tweet de Donald Trump no qual ele apoia a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro e diz coisas como “Make Brazil Great Again” (Faça o Brasil bom de novo, em inglês) e afirma que Bolsonaro é o único candidato honesto e decente “que o Brasil já teve”. O tweet nunca foi publicado pela conta oficial do presidente americano.

A imagem com o tweet falso foi enviada por leitores do Aos Fatos no WhatsApp como uma sugestão de checagem (saiba mais). Para participar, adicione o número (21) 99956-5882 na sua lista de contatos e envie uma mensagem com o seu nome.


FALSO

É engraçado ver a Mídia Brasileira de Fake News tentando descreditar a candidatura de Jair Bolsonaro. ERRADO! O cara é o único candidato presidencial respeitoso da lei, honesto, decente e confiável que o Brasil já teve. Faça o Brasil bom de novo. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos (em inglês)

Está circulando no WhatsApp uma imagem de uma mensagem atribuída ao perfil do presidente dos EUA, Donald Trump, no Twitter, na qual ele demonstra apoiar o candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro. No tweet, Trump teria dito que Bolsonaro era o “único candidato presidencial respeitoso da lei, honesto, decente e confiável que o Brasil já teve”. No entanto, não há, no Twitter oficial do presidente americano, nenhuma postagem semelhante à da imagem que vem circulando no WhatsApp.

No dia 6 de outubro, data atribuída ao tweet, Trump publicou quatro mensagens, nenhuma relacionada a Jair Bolsonaro ou pelo menos o Brasil.

Aos Fatos também não encontrou registros de que Trump tenha dito, em alguma ocasião, as frases “Make Brazil Great Again” e “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos”, slogans adotados pela campanha de Bolsonaro e seus apoiadores.

A relação entre Trump e Bolsonaro já rendeu outras histórias falsas, como a de que o presidente americano, durante um discurso proferido em New Hampshire, teria mencionado o nome do candidato do PSL para dizer que os dois compartilhavam do “vício de dizer a verdade”.

A conta falsa (@ReaDonnaldTrump), por outro lado, já publicava tweets sobre Bolsonaro desde 2017. Na apuração de ontem, o perfil chegou a se posicionar dizendo “GO BONORO” (o perfil explicou que chama o candidato de Bonoro porque é mais “afetivo” e que um “apelido afetivo é mais difícil de esquecer”).

É verdade, no entanto, que, após o atentado sofrido por Bolsonaro no dia 6 de setembro, alguém do governo de Donald Trump entrou em contato com a família do candidato. Também é verdade que Bolsonaro já tenha dito que, se eleito, quer visitar Trump antes da posse para anunciar duas futuras medidas: a derrubada do visto para turistas americanos e uma redução de impostos para produtos daquele país.

A veracidade do tweet já foi checada também pela equipe do Fato ou Fake, do G1.