Aos Fatos

Ricardo Stuckert

Site usa pesquisa de 2010 para dizer que, hoje, Lula tem aprovação recorde

Por Bernardo Moura

6 de agosto de 2018, 20h04


O site Portal Veja Agora usou informações de uma pesquisa de dezembro de 2010 para fazer parecer que, hoje, a "Popularidade de Lula bate recorde e chega a 95%, diz Ibope". A informação consta do título da postagem publicada na página neste domingo (5). O conteúdo foi denunciado por usuários do Facebook como potencialmente enganoso (entenda como funciona) e já acumula mais de 1.200 compartilhamentos naquela rede social, tendo sido disseminado pelas páginas Lula Notícias, SOMOS TODOS LULA e Lula Presidente.

Confira abaixo o que verificamos.


DISTORCIDO

Popularidade de Lula bate recorde e chega a 95%, diz Ibope

O texto publicado neste domingo (5) pelo site Portal Veja Agora nada mais é do que um trecho copiado de uma reportagem do site G1 de 16 de dezembro de 2010. Na época, prestes a deixar a Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve recorde de aprovação pessoal registrado em pesquisa Ibope encomendada pela CNI (Confederação Nacional da Indústria): 87%.

Ao contrário do que dá a entender o título da postagem, os 95% de aprovação dizem respeito apenas à imagem pessoal de Lula na região Nordeste, e não em todo o país. Na época, este foi o maior índice de popularidade registrado pelo ex-presidente. Nas demais regiões, o patamar também foi alto: 90% no Norte e Centro-Oeste, 85% no Sudeste e 80% no Sul do Brasil.

Esta foi a última pesquisa Ibope/CNI de avaliação pessoal e do governo de Lula. Assim, não é possível saber qual seria o patamar de aprovação ou popularidade do petista hoje para comparar com o período em ele que ocupou o Palácio do Planalto. A série histórica do Ibope/CNI mede apenas a popularidade de presidentes da República no exercício do cargo.

No entanto, é fato que Lula continua muito popular na região Nordeste e lidera as pesquisas eleitorais nos cenários em que seu nome é apresentado. Na última realizada pelo Ibope, divulgada em 28 de junho, o ex-presidente registrou 33% das intenções de voto. Por outro lado, o mesmo levantamento mostrou que 31% dos entrevistados não votaria em Lula “de jeito nenhum”.

Por trazer informações verdadeiras, mas retiradas do contexto em que foram publicadas de modo a parecer que são novidade, o post do Portal Veja Agora foi classificado com o selo DISTORCIDO. Trata-se do mesmo site que, em 20 de julho passado, copiou a íntegra de uma reportagem do jornal El País e a distorceu para favorecer o também presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), apenas alterando o título. Aos Fatos não conseguiu contatar os responsáveis pela página para comentar a checagem.

Apesar das informações fora de contexto, o conteúdo já angaria mais de 1.200 compartilhamentos no Facebook, tendo sido publicado pelas páginas Lula Notícias, SOMOS TODOS LULA e Lula Presidente.