Aos Fatos

Site dissemina declaração falsa de Alexandre Garcia sobre Bebianno

Por Luiz Fernando Menezes

21 de fevereiro de 2019, 14h08


Não há registros de que o jornalista Alexandre Garcia tenha dito ou publicado que “Jair Bolsonaro cortou as verbas publicitárias e a mídia está agonizando” e que “os grandes grupos de comunicação perderam seu principal informante”, em referência a Gustavo Bebianno (PSL), ministro demitido da Secretaria-Geral da Presidência nesta semana. Garcia também negou ser o autor da declaração.

A falsa citação começou a circular nas redes sociais a partir de uma publicação do site Folha do Comércio na segunda-feira (18). Nesta quinta-feira (21), o conteúdo já passava de 35 mil compartilhamentos no Facebook, segundo a ferramenta Crowdtangle. Esta e outras publicações com a mesma desinformação foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação do Facebook (entenda como funciona).


FALSO

Alexandre Garcia: A questão-chave é a seguinte: Jair Bolsonaro cortou as verbas publicitárias e a mídia está agonizando como um moribundo em seus últimos dias de vida. E para piorar ainda mais, os grandes grupos de comunicação perderam seu principal informante (Bibiano).

A declaração acima circula pelas redes sociais como se fosse um comentário do jornalista Alexandre Garcia a respeito da demissão do ministro Gustavo Bebianno pelo presidente Jair Bolsonaro na última segunda-feira (12). Porém, não há registros que ele tenha dito ou publicado tal declaração da maneira como tem sido disseminada, como apontam buscas realizadas por Aos Fatos nas redes sociais do jornalista, vídeos e em registros da imprensa.

O comentário que poderia se aproximar de trecho da versão falsamente atribuída ao jornalista foi publicado por Alexandre Garcia no Twitter no dia da exoneração de Bebianno: “quando eu era menino, em tempos de II Guerra, ouvia muito falar em 'quinta-coluna', - infiltrados a trabalhar pelo inimigo, a agir contra. Jamais pensei que iria ser contemporâneo disso outra vez”. As referências do tweet não bastam para referendar o que diz a mensagem falsa.

A disseminação da declaração enganosa nas redes sociais levou Alexandre Garcia a negar a autoria duas vezes, no Twitter. Na terça-feira (19), o jornalista postou “O único que me irrita em rede social é o covarde sem-caráter que não assume o nome que seus pais lhe deram e usa meu nome para falsificar a autoria de seus textos”.

No dia seguinte, ao responder um seguidor que reproduziu a declaração falsa, Garcia publicou: "Esse texto não é meu. Deve ser de algum falsificador que tem vergonha do nome que seus pais lhe deram. Se apropria do meu para confessar sua falta de coragem".

Procurados por Aos Fatos, os responsáveis pelo site Folha do Comércio não responderam até a publicação desta checagem.