Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

São falsas trocas de tweets entre Bolsonaro e Leonardo DiCaprio

Por Luiz Fernando Menezes

3 de dezembro de 2019, 13h57


São falsas as imagens que circulam nas redes sociais mostrando uma discussão entre Jair Bolsonaro e Leonardo DiCaprio (veja aqui) no Twitter. A desinformação começou a circular após o presidente afirmar em transmissão ao vivo, e sem provas, que o ator teria doado dinheiro a ONGs que ele acusou de incendiar a floresta amazônica. Ainda que tenham caráter humorístico, as mensagens falsas têm sido interpretadas como reais por usuários do Facebook, onde esses conteúdos foram denunciados como enganosos.

As imagens dos falsos diálogos foram publicadas por páginas e perfis pessoais no Facebook e reuniam ao menos 1.500 compartilhamentos até a tarde desta terça-feira (3). Elas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

As mensagens reproduzidas nos posts de Facebook acima nunca existiram na realidade. Aos Fatos não identificou registro de que Leonardo DiCaprio tenha publicado no Twitter que o presidente Jair Bolsonaro está afundando o Brasil. Na verdade, o ator não posta nada na rede social desde 12 de novembro. A única em que ele cita o Brasil é de setembro de 2017, quando ele pediu assinaturas para uma petição que chamava a atenção dos líderes latino-americanos para a proteção da Amazônia.

Se os tweets de DiCaprio não existiram, as respostas de Bolsonaro também não. Não há citações ao ator em seu perfil no Twitter, como pode ser verificado no histórico de sua rede social ou na ferramenta Tweets de Bolso, do Aos Fatos, que compila todas todos os tweets de Bolsonaro, inclusive os apagados.

Embate. Os falsos diálogos apareceram nas redes logo depois que DiCaprio rebateu acusações feitas pelo presidente na sua última live, no dia 28 de outubro. Na transmissão ao vivo, Bolsonaro disse, sem apresentar provas, que o ator teria doado US$ 500 mil às ONGs que supostamente teriam colocado fogo na Amazônia para ganhos próprios.

Dois dias depois, DiCaprio respondeu por meio de nota, dizendo que “embora dignas de apoio, não financiamos as organizações citadas”. Nenhuma das duas manifestações foi feita por meio do Twitter.

Referências:

1. Aos Fatos
2. BBC Brasil
3. G1