Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

Por cobertura eleitoral, Aos Fatos recebe menção honrosa no Premio a la Excelencia Periodística 2019

7 de agosto de 2019, 19h30


O Aos Fatos recebeu nesta quarta-feira (7) menção honrosa na categoria cobertura noticiosa móvel do Premio a la Excelencia Periodística 2019 concedido pela SIP (Sociedad Interamericana de Prensa). Outorgada anualmente, a premiação contemplou também jornalistas de Argentina, Chile, Colômbia, Estados Unidos, México, Nicaragua e Venezuela.

Os jornalistas Sérgio Spagnuolo, Tai Nalon, Bernardo Moura, Ana Rita Cunha, Bárbara Libório, Luiz Fernando Menezes, Alexandre Aragão e Judite Cypreste integram a equipe do Aos Fatos que recebeu a honraria em função de sua cobertura eleitoral por meio do aplicativo WhatsApp.

Em 2018, Aos Fatos lançou seu canal no aplicativo, por meio do qual recebe dicas de checagem e envia diariamente sua produção editorial (inscreva-se aqui). Durante as eleições, a plataforma se destacou ao criar listas específicas para cobertura em tempo real de debates com presidenciáveis e checagem de boatos. Além disso, Aos Fatos desenvolveu formatos próprios em imagem e texto para veicular informações verificadas no WhatsApp, aplicativo onde foram travadas as principais batalhas contra a desinformação.

"A cobertura das eleições de 2018 foi um marco para o Aos Fatos e um desafio pessoal para todos os jornalistas envolvidos nessa empreitada. O avanço da desinformação nas redes mudou o paradigma da checagem de fatos e, com isso, a necessidade de ter iniciativas perenes, profissionais e sofisticadas de combate a esse fenômeno. É um grande incentivo", disse Tai Nalon, diretora executiva e editorial do Aos Fatos.

Mais de 1.200 projetos foram inscritos nas 14 categorias do prêmio. O presidente da Comissão de Prêmios da SIP, Marcel Granier, presidente da venezuelana RCTV, destacou que esse número "demonstra a força de um jornalismo que denuncia os males dos nossos países e joga luz sobre problemas, de forma a melhorar nossas comunidades".

No Brasil, também foram premiados jornalistas da TV Record, na categoria direitos humanos, pela reportagem "Piaçaba: exploração no coração da Amazônia", e jornalistas do site brasiliense Metrópoles, com a reportagem "O levante dos ribeirinhos", na categoria meio ambiente.