Aos Fatos

PF não apreendeu van com urnas eletrônicas adulteradas

6 de outubro de 2018, 10h40


É falso que a Polícia Federal tenha feito uma apreensão de uma van com urnas eletrônicas adulteradas e que a Rede Record tenha noticiado isso, como indica uma mensagem que circula no WhatsApp e já tem ao menos 41,8 mil compartilhamentos no Facebook.

O boato afirma que, dos 152 equipamentos que teriam sido confiscados, 121 estariam “preenchidas com voto para o Haddad com pelo menos 72% dos votos”. Não há qualquer registro oficial que isso tenha acontecido, segundo a própria Polícia Federal.

Este conteúdo foi originalmente verificado pelo Comprova — coalizão de 24 veículos de imprensa brasileiros para combater a desinformação nas redes sociais. Aos Fatos, que atesta as informações desta checagem, é parceiro institucional da iniciativa.

Uma reprodução do texto, que também foi denunciada por usuários do Facebook, foi marcada por Aos Fatos como FALSA na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

PF apreende van com 152 urnas eletrônicas, dessas 121 estavam preenchidas com votos para o Haddad

É FALSA a mensagem que diz que 152 urnas eletrônicas foram confiscados pela Polícia Federal, dentre as quais 121 estariam “preenchidas com voto para o Haddad com pelo menos 72% dos votos”. Procurada, a PF informou que não há registro de uma ocorrência do tipo. No site da instituição, também não existe qualquer referência a recolhimento de urnas eletrônicas.

Buscas no site da Record TV e no portal R7 não indicam nenhuma matéria recente sobre apreensão de urnas eletrônicas. Outros veículos de imprensa também não reportaram nenhum caso como o descrito na corrente.

O site E-farsas também desmentiu essa peça de informação, assim como a própria campanha do PT.