Aos Fatos

ONG não foi flagrada pelo Exército com diamante de mais de duas toneladas na Amazônia

Por Luiz Fernando Menezes

12 de setembro de 2019, 15h00


Um vídeo que mostra uma pedra sendo içada sobre uma caminhonete circula nas redes sociais como se retratasse um diamante de mais de duas toneladas encontrado na Amazônia e apreendido pelo Exército quando era levado por uma ONG (veja aqui). O Exército, no entanto, nega que tenha havido essa apreensão.

O tamanho da pedra também vai contra as evidências históricas sobre diamantes já encontrados: o maior já descoberto no mundo, o diamante Cullinan, tinha cerca de 621 gramas (3.106 quilates). Se a descoberta da pedra de 2,5 toneladas realmente tivesse ocorrido, ela pesaria 400 mil vezes mais do que o Cullinan.

A peça de desinformação foi enviado por leitores do Aos Fatos no WhatsApp como sugestão de checagem (inscreva-se aqui). O vídeo também circulou no Facebook, onde acumula mais de 5.000 compartilhamentos. As publicações foram marcadas como FALSAS na ferramenta de verificação da rede social (saiba como funciona).


FALSO

Diamante com 2 toneladas e meia que já estava em uma ONG se preparando para viajar .Exército invadiu apreendeu esse tesouro agora. Isso a Globolixo não mostra. Isso agora pertence ao Brasil, isso Você que torce para que o Brasil dê certo, o mínimo que você pode fazer é repassar esse texto e o vídeo em anexo para todos os seus contatos.

Circula nas redes sociais um vídeo de homens colocando uma pedra brilhante em uma caminhonete. Segundo as legendas que acompanham as imagens, seria um diamante de 2,5 toneladas que estaria sendo retirado da Amazônia por uma ONG quando foi apreendido pelo Exército. Em nota enviada ao Aos Fatos, no entanto, o Centro de Comunicação Social do Exército afirma que "desconhece totalmente os fatos mencionados no referido vídeo".

Segundo a gemóloga do IBGM (Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Precisosos) Gracia Baião, contatada por Aos Fatos, é impossível existir um diamante tão pesado, uma vez que o maior descoberto — o diamante Cullinan, encontrado na África do Sul em 1905 — pesava 621 gramas.

Baião também diz que, visualmente, a pedra do vídeo se parece com um quartzo, mas não é possível atestar, com certeza, de qual gema se trata.

O vídeo usado nas postagens foi originalmente publicado no dia 30 de agosto no canal do Youtube “família lopes silva garimpo pedras preciosas”. Segundo a descrição, trata-se de um “cristal gigante”, não um diamante. O vídeo foi retirado do ar no dia 11 de setembro.

Um dos usuários do Youtube questionou o canal se a pedra seria um diamante, como afirmavam nas redes. Em resposta, os responsáveis pela publicação do vídeo disseram que era apenas um “grande cristal”.

O e-Farsas, o Boatos.org e a Agência Lupa realizaram checagens parecidas sobre o mesmo boato.

Referências:

1. CNN