Aos Fatos

Notas antigas de US$ 100 não deixarão de ser aceitas; cédulas valem por tempo indeterminado

Por Alexandre Aragão

28 de novembro de 2018, 16h54


Uma corrente que circula no WhatsApp afirma, de maneira falsa, que as notas de US$ 100 impressas antes de 2013, quando a cédula foi redesenhada, não serão mais aceitas a partir do ano que vem. Na verdade, as notas antigas continuarão a valer por tempo indeterminado.

Assim como aconteceu com as cédulas de real, que ganharam um redesenho entre 2010 e 2013, a nota de US$ 100 recebeu uma versão atualizada em 2013. Um site feito pelo governo dos Estados Unidos mostra as diferenças entre as cédulas antiga e nova do dólar. A corrente diz que “as notas (…) cara velha ou cara pequena” serão recolhidas — o apelido é porque na cédula nova o retrato do presidente americano Benjamin Franklin (1706-1790) foi redimensionado.

O conteúdo falso foi enviado por uma dezena de leitores de Aos Fatos via WhatsApp como uma sugestão de checagem (saiba mais). Para participar, adicione o número (21) 99956-5882 nos seus contatos e envie uma mensagem pra gente com o seu nome. Posts no Facebook que reproduzem as informações enganosas foram marcados como FALSOS na ferramenta de verificação da rede social.

Leia abaixo, em detalhes, o que foi checado.


FALSO

Nota antigas de US$ 100 serão recolhidas

A corrente de WhatsApp afirma que “a partir de 1º de janeiro de 2019 deixarão de circular as notas de US$ 100 ‘cara velha’ ou ‘cara pequena’”. O texto também diz que as notas antigas, impressas antes de 2013, estão sendo vendidas por valor de face menor. Ambas as informações são falsas.

Na verdade, o Federal Reserve, equivalente nos Estados Unidos ao Banco Central do Brasil, lançou uma nova versão da cédula de US$ 100 em 2013 com melhorias de segurança, incluindo uma marca d’água tridimensional e tinta que muda de cor, medidas que dificultam a falsificação.

O tempo de uso não é motivo para que uma cédula não seja aceita nos Estados Unidos, de acordo com o governo, que oferece um serviço de troca de cédulas danificadas. O Federal Reserve afirma que uma nota de US$ 100 dura cerca de 15 anos até ser recolhida no sistema financeiro. As notas de US$ 10 são as que têm menor tempo de duração médio, 4 anos e 6 meses.