Aos Fatos

Não é verdade que Haddad é dono de uma Ferrari

Por Ana Rita Cunha

16 de outubro de 2018, 16h20


Publicações que circulam nas redes sociais usam um vídeo de 2016 para enganar ao dizer que Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência da República, foi flagrado no Aeroporto de Congonhas saindo de uma Ferrari amarela, que seria de sua propriedade. Na verdade, as imagens foram captadas em um evento no Autódromo Internacional de Interlagos e o automóvel pertence à Via Itália, revendedora de carros importados, não ao petista, à época prefeito de São Paulo.

Denunciadas por usuários do Facebook, as publicações enganosas já acumulam mais de 1,3 milhão de visualizações e 50 mil compartilhamentos. Elas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (veja como funciona). O mesmo material foi enviado por leitores do Aos Fatos no WhatsApp (saiba mais) como sugestão de checagem. Para participar, envie uma mensagem para (21) 99956-5882.

Veja abaixo, em detalhes, o que checamos.


FALSO

O "candidato dos pobres", chegando agora a tarde no aeroporto de Congonhas em SP, numa FERRARI que vale R$ 1.800.000,00.

O texto que acompanha o vídeo de Haddad saindo de uma Ferrari tem duas informações falsas: Haddad não é dono da Ferrari, ela pertence a uma revendedora da marca italiana, e as imagens não foram captadas no Aeroporto de Congonhas, mas no Autódromo Internacional de Interlagos, que também fica na capital paulista.

As imagens datam de 29 de outubro de 2016, durante a entrega de obras do autódromo quase no fim do mandato de Fernando Haddad na Prefeitura de São Paulo. Nas fotos da inauguração é possível ver as duas Ferraris que foram usadas na pista do autódromo durante o evento, uma vermelha e outra amarela. Também pode-se notar que o ambiente das fotos é o mesmo do vídeo, e mostra a estrutura do autódromo e não do aeroporto.

Os dois carros pertencem à Via Itália, revendedora de carros importados e que representa oficialmente as marcas Ferrari, Maseratti e Lamborghini no Brasil, informou a assessoria da do GP Brasil de Fórmula 1, que promoveu o evento com a presença das duas Ferraris, em resposta à solicitação de Aos Fatos.

Em entrevista coletiva durante evento de campanha no último domingo (14), Haddad disse que o automóvel não pertence a ele.“Chegaram a dizer que eu sou dono de uma Ferrari porque eu fui fazer, fui inaugurar a pista de Interlagos e estava um membro da família Ermírio de Moraes que me convidou pra estrear a pista... E eu passei a ser dono da Ferrari dele? Isso está circulando na internet", afirmou o presidenciável do PT. Em entrevista ao programa de rádio Pânico, na Jovem Pan, Haddad voltou a comentar o assunto: “outro dia eu fui inaugurar a obra de Interlagos, estava lá dois caras super-ricos que estavam testando a pista, me convidaram pra conhecer a pista. Eu conheci a pista. Ele diz que a Ferrari é minha. Eu não tenho carro".

Na prestação de contas que Fernando Haddad fez esse ano ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) não consta a posse de nenhum carro, apenas imóveis e ativos financeiros que somam R$ 428 mil.