Aos Fatos

Não é verdade que Benedita da Silva foi embaixadora do Brasil nos EUA

Por Luiz Fernando Menezes

22 de julho de 2019, 12h30


É falsa a informação que circula nas redes sociais que a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) foi embaixadora do Brasil nos EUA (veja aqui). Além de o cargo não constar na biografia da petista, nenhuma mulher ocupou a função desde a redemocratização do Brasil.

Desde que o presidente Jair Bolsonaro anunciou que pretende indicar um de seus filhos, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para embaixador do Brasil nos EUA, uma série de desinformações sobre antigas nomeações para o cargo passou a circular nas redes.

O texto que traz a informação falsa sobre Benedita foi publicado por diversos perfis pessoais no Facebook e acumula, até a tarde desta segunda-feira (22), cerca de 45 mil compartilhamentos. Desinformação semelhante também aparece em correntes no WhatsApp. Todas as postagens no Facebook foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da rede social (veja como funciona).


FALSO

Você sabia que Benedita da Silva já foi embaixadora em News York e nem inglês falava! Elá lembrado do escândalo do aluguel da limusine nos USA por Benedita? Percebo que a petralhada tem uma síndrome do esquecimento oportuno! Mas nós estamos ajudando a lembrar!

Não é verdade que a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) foi embaixadora do Brasil nos Estados Unidos, como tem sido propagado nas redes. Desde a redemocratização, o Brasil teve nove embaixadores em Washington, todos homens da carreira diplomática.

Durante os 14 anos do PT no poder, quatro diplomatas ocuparam o cargo: Roberto Pinto Ferreira Abdenur (abril 2004 a janeiro 2007), Antonio de Aguiar Patriota (fevereiro de 2007 a outubro de 2009), Mauro Luiz Iecker Vieira (janeiro de 2010 a dezembro de 2014) e Luiz Alberto Figueiredo (maio de 2015 a setembro de 2016).

Na manhã desta segunda-feira (22), a deputada publicou em seu perfil oficial no Facebook um desmentido sobre o assunto: "é tudo tão sem pé nem cabeça que eu confesso que me assustei com o grau de insanidade dessa gente, pois todos e todas sabem que eu NUNCA fui embaixadora em nenhum lugar desse planeta e muito menos me envolvi em polêmica de limousine". Benedita afirmou ainda que irá à Justiça para identificar e processar os responsáveis pela divulgação da informação falsa.

Além de deputada federal, Benedita foi vereadora da cidade do Rio de Janeiro, senadora, vice-governadora e governadora do Estado do Rio de Janeiro.

A peça de desinformação erra, ainda, sobre a localização da embaixada brasileira nos EUA, que fica em Washington, não em Nova York. Aos Fatos também não encontrou nenhum registro na imprensa relacionado a um suposto “escândalo do aluguel da limusine” citado no boato.

Na semana passada, Aos Fatos também classificou como FALSAS as informações de que a ex-ministra da Economia, Fazenda e Planejamento do governo Collor, Zélia Cardoso de Melo, e o ex-ministro das Relações Exteriores do governo Temer, Aloysio Nunes, tenham sido nomeados para o cargo de embaixador do Brasil nos EUA.

O Boatos.org e o e-Farsas realizaram checagens semelhantes sobre essa desinformação.

Referências:

1. Estadão
2. Câmara dos Deputados
3. Itamaraty
4. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)


Esta checagem foi atualizada às 13h02 do dia 22 de julho de 2019 para acrescentar o desmentido de Benedita da Silva.