Aos Fatos

Maria do Rosário não disse que assaltantes foram mortos sem ‘chance de revidar’

Por Luiz Fernando Menezes

15 de abril de 2019, 16h48


Não é verdade que a deputada Maria do Rosário (PT-RS) disse que os assaltantes mortos em operação da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) no dia 4 de abril em Guararema, na Grande São Paulo, “nem tiveram a chance de revidar”. A assessoria da petista negou a autoria da frase ao Aos Fatos. Também não foram encontrados nenhum discurso ou declaração semelhantes em suas redes sociais.

A informação enganosa, que foi publicada por diversos perfis pessoais no Facebook, já acumula mais de 15 mil compartilhamentos. Todas elas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

Maria do Rosário diz que Rota errou em matar 11 bandidos em tentativa de assalto a banco....ela diz que bandidos nem tiveram a chance de revidar......tá louca…

São falsas as publicações que trazem a informação acima com uma foto da deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). A assessoria da parlamentar, procurada por Aos Fatos, negou que a petista tenha dito frase parecida e classificou as postagens como “absurdas”.

Aos Fatos também não encontrou nenhuma publicação em suas redes sociais (Twitter e Facebook) ou discurso em plenário que cite o caso dos 11 homens mortos durante confronto com a polícia em Guararema (SP), no dia 4 de abril.

Os homens eram integrantes de uma quadrilha especializada em assaltos a bancos. Segundo a polícia, 11 assaltantes foram mortos e três foram presos após troca de tiros. Foi a terceira ação com mais mortos na história da corporação paulista, segundo a Ponte.

A Agência Lupa também verificou como falsa a suposta declaração de Maria do Rosário.