Aos Fatos

Homem em foto com Bolsonaro é o deputado Sóstenes, não militar flagrado com cocaína

Por Bruno Fávero

28 de junho de 2019, 15h48


Uma imagem do presidente Jair Bolsonaro (PSL) acompanhado de três outros homens na Marcha para Jesus tem circulado nas redes sociais (veja aqui) identificando erroneamente o deputado federal Sóstenes Torres (DEM-RJ) como "sargento traficante miliciano do PSL". A frase se refere ao militar brasileiro preso com 39 quilos de cocaína em um aeroporto da Espanha na terça-feira (25).

A fotografia original foi publicada no Twitter de Bolsonaro em 2015 durante a Marcha para Jesus, em São Paulo. Além do presidente e de Sóstenes Cavalcante, aparecem na imagem o pastor Silas Malafaia e o então senador Magno Malta (PR-ES).

A desinformação foi publicada por páginas do Facebook e acumulava mais de 11.500 compartilhamentos até a tarde desta sexta (28). Todas as postagens com este conteúdo foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (veja como funciona).


FALSO

Adivinha quem estava com o presidente miliciano na fatídica marcha para jesus? Ele mesmo! Sargento traficante miliciano do PSL!

Publicações nas redes sociais enganam ao afirmar que o presidente Bolsonaro teria saído em foto com um "sargento traficante miliciano do PSL", em referência ao segundo-sargento da Aeronáutica Manoel da Silva Rodrigues, preso na Espanha na terça-feira (25) após ser flagrado transportando 39 kg de cocaína em avião da comitiva presidencial do Brasil ao encontro do G-20.

Porém, não é o militar quem aparece na imagem, mas o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ). Também estão na foto com Bolsonaro o pastor Silas Malafaia (esq.) e o então senador Magno Malta (PR-ES).

A fotografia original foi tirada durante a Marcha para Jesus de 2015, em São Paulo, e publicada no Twitter de Bolsonaro:

Cavalcante também confirmou no Twitter nesta sexta-feira (28) que é ele quem aparece na imagem.

Como Aos Fatos já noticiou, o militar flagrado com 39 quilos de cocaína também não é filiado ao PSL nem pastor evangélico.