Aos Fatos

Foto de marcha Lula Livre é compartilhada como se fosse de ato pela educação

Por Luiz Fernando Menezes

31 de maio de 2019, 13h31


Uma imagem de marcha que pediu o registro da candidatura do ex-presidente Lula nas eleições no ano passado está sendo compartilhada como se fosse dos protestos realizados na última quinta (30). A peça de desinformação sugere que os manifestantes não se mobilizaram pela educação, mas pela liberdade do petista.

A imagem descontextualizada vem sendo compartilhada nas redes sociais desde a noite da última quinta-feira (30) e acumula, até a publicação desta checagem, cerca de 1.500 compartilhamentos. Todas as postagens enganosas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação do Facebook (entenda como funciona).


FALSO

Resumo das manifestações de hoje: 1% educação, 4% maconha, 5% Não sabem porque estão ali, 90% Lula livre.

A legenda acima acompanha uma foto de manifestantes vestidos de vermelho segurando bandeiras e faixas com dizeres como “Lula Livre” e “Lula está preso injustamente” para questionar as motivações dos protestos realizados na última quinta-feira (30).

A imagem, no entanto, foi tirada em agosto de 2018 durante uma das marchas Lula Livre realizadas em Brasília. Na ocasião, os manifestantes foram até o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para pedir o registro da candidatura de Lula às eleições daquele ano. A imagem foi registrada por Gustavo Bezerra.

Após o primeiro dia de protestos, no dia 15 de maio, publicações com desinformações semelhantes também circularam pela internet. Aos Fatos verificou, por exemplo, que uma imagem de um ato do PCO (Partido da Causa Operária) de março de 2019 e outra de um protesto pró-Dilma Rousseff de março de 2016 foram usadas para enganar da mesma maneira os usuários das redes sociais.