Aos Fatos

Ernesto Araújo não postou que combater o PT é mais importante que erradicar miséria; tweet é falso

Por Luiz Fernando Menezes

14 de janeiro de 2019, 15h59


Um tweet postado por um perfil que satiriza o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, tem sido compartilhado no Facebook como se fosse real. A publicação atribui ao chefe do Itamaraty declaração de que “não é hora de combater a fome, a miséria, muito menos o analfabetismo. É hora de combater o PT e o comunismo”. Ele nunca disse isso.

O conteúdo mostra o perfil falso com o nome do ministro, mas, hoje, a mesma conta usa a alcunha Ernesto Sensato. O endereço também é quase igual ao original: em vez de @ernestofaraujo, utiliza @ermestofaraujo, com a letra “M”. É desta forma que o post vem enganando usuários das redes sociais.

Denunciadas no Facebook, publicações que reproduzem o tweet sem o alerta de se tratar de uma paródia foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

Ernesto Araújo: Não é hora de combater a fome, a miséria, muito menos o analfabetismo. É hora de combater o PT e o comunismo. Vamos juntos!

A imagem que circula nas redes sociais como se fosse real foi extraída de um perfil que, hoje, se apresenta como uma sátira ao ministro Ernesto Araújo. Porém, nem sempre foi assim. Semanas atrás, ele — @ermestofaraujo (com a letra “M”) — não deixava claro que era uma conta falsa ou humorística e usava o mesmo nome e foto do atual chefe do Itamaraty. Atualmente, o perfil mudou o nome para “Ernesto Sensato” e afirma ser uma “Conta satírica. Não-oficial. Repito: conta satírica, não-oficial”. Isso não impediu, porém, a disseminação de prints com o tweet no formato anterior.

Nas últimas semanas, diversas contas similares a essa tem sido suspensas pelo Twitter por violação de regras do site, pois a rede entende que perfis de sátira precisam deixam bem claro que não são reais. No último sábado, Aos Fatos mostrou que a proliferação de contas que satirizam jornalistas e meios de comunicação tem contribuído para a disseminação de notícias falsas nas redes sociais.

Veja abaixo como o tweet compartilhado de forma enganosa pode ser conferido hoje:

Por mais que Araújo já tenha dito que iria “extirpar das relações internacionais brasileiras a ideologia do PT” e tenha um histórico de críticas ao comunismo e ao marxismo, Aos Fatos não identificou posicionamentos — dentro e fora do Twitter — em que ele coloque o combate à esquerda e ao Partido dos Trabalhadores na frente de problemas como a fome e o analfabetismo.

Procurado por Aos Fatos por meio da assessoria, o Ministério das Relações Exteriores respondeu que não comentará o assunto.

Este é o segundo caso recente de informações falsas propagadas por contas que se apresentam como sátiras. Na última semana de dezembro, Aos Fatos checou como FALSO um tweet do perfil @monicabengamo (que acabou sendo suspenso) que dizia que o PT teria entrado com uma liminar para anular o projeto de dessalinização proposto por Bolsonaro. Mesmo sendo mentira, a postagem foi amplamente compartilhada e até hoje é publicada nas redes sociais como se fosse real.


Esta checagem foi atualizada às 16h25 do dia 14 de janeiro de 2019 para acrescentar a resposta do Itamaraty.