Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

É falso que Dilma e Pablo Escobar aparecem em foto com Cristina e Néstor Kirchner

Por Luiz Fernando Menezes

30 de abril de 2019, 17h32


Uma foto antiga dos ex-presidentes argentinos Cristina e Néstor Kirchner tem sido compartilhada nas redes sociais com a informação falsa de que outras duas pessoas na imagem seriam a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e o traficante colombiano Pablo Escobar. Na verdade, os retratados são Miguél Ángel Zuvic e sua esposa, Ema Zuvic, pais da política argentina Mariana Zuvic.

A desinformação, que recicla um boato surgido na Argentina em 2014, foi publicada por perfis pessoais no Facebook e já acumulava mais de 29 mil compartilhamentos naquela rede social nesta terça-feira (30). Todos os posts com esse conteúdo enganoso foram marcados por Aos Fatos com o selo FALSO na ferramenta de verificação disponibilizada pela rede social (entenda como funciona).


FALSO

NARCOTRÁFICO & COMUNISMO. Em 2015 eu postei esta foto que foi retirada pelo Facebook que disse que a foto estava denegrindo a imagem da Presidente Dilma. Hoje com a delação do Palocci confirmando as ligações do narcotráfico com financiamento das campanhas dos políticos comunistas; eu volto a postar a DITA FOTO que em 2015 foi CENSURADA. Será que serei censurado pela censura comunista com prova?

A legenda acima acompanha uma foto que supostamente traria a ex-presidente Dilma Rousseff junto de Pablo Escobar Gaviria e do casal Néstor Kirchner e Cristina Kirchner. A imagem, no entanto, não traz a petista nem o narcotraficante.

A mesma foto que circula hoje com a legenda acima foi difundida em 2014 nas redes sociais da Argentina. Em vez de Dilma, a mulher da foto era apontada com a esposa do traficante Pablo Escobar. Em postagem no Facebook, no entanto, o homem se identificou: era Miguel Ángel Zuvic, que estava com sua esposa, Ema Zuvic. Eles são pais de Mariana Zuvic, política argentina que hoje exerce mandato como deputada do Parlasul (Parlamento do Mercosul).

Aos Fatos também não identificou informações que comprovem a afirmação trazida nos posts de que o envolvimento de Dilma com o narcotráfico teria sido abordado na delação do ex-ministro petista Antonio Palocci.

É verdadeiro, no entanto, que a publicação apareceu nas redes brasileiras em 2015. Na época, a foto era acompanhada da legenda: “Pablo Escobar, a Cristina Kitchener (sic) e o marido com a Dilma no centro. Alguém me manda um vídeo quando Aécio falou que ela facilitava a entrada de drogas no Brasil”.

Esta desinformação também foi checada como FALSA pela Agência Lupa.