Aos Fatos

Conheça a robô checadora do Aos Fatos no Facebook

1 de outubro de 2018, 14h00


Depois de nove meses de prototipagem, desenvolvimento, testes, modelagem, novos testes e remodelagem, Aos Fatos lança nesta segunda-feira (1) o chatbot Fátima para o Messenger. Com o apoio do Facebook Journalism Project, a robô checadora do Aos Fatos chega à rede social para dar dicas de checagem de notícias falsas, imagens, correntes de WhatsApp e vídeos, além de explicar temas essenciais para navegar no universo de informação e desinformação nas redes, como a diferença entre fato e opinião e a necessidade de saber o que são fontes confiáveis.

Fátima — que vem de “FactMa”, uma abreviação de “FactMachine” — é a voz dos projetos de inteligência artificial e automatização de checagem do Aos Fatos. A iniciativa parte da premissa de que os consumidores de informação nas redes sociais têm autonomia intelectual e procuram ativamente checar informações de maneira autônoma, de forma a se sintirem seguros para trafegar na rede de modo confiável e sem intermediários.

Fátima está em constante desenvolvimento e, já nos próximos dias, poderá informar aos leitores do Aos Fatos sobre novidades no mundo das notícias falsas e da boataria. O objetivo é levar informação de qualidade a quem está preocupado com o voto e com uma tomada de decisão responsável, às vésperas das eleições gerais de 2018.

"No Aos Fatos, acreditamos que a melhor maneira de prevenir a proliferação de desinformação é tratar com respeito as inseguranças de quem está nas redes sociais. A esta altura do campeonato, quando a sociedade deve tomar decisões responsáveis, dar orientações sobre como checar informações é muito mais efetivo do que dizer simplesmente o que está certo ou errado no debate", diz a diretora-executiva do Aos Fatos, Tai Nalon.

"A parte mais desafiadora foi prever, na Fátima, a capacidade de tratar as sutilezas de uma verificação de fatos, em vez de apenas classificar notícias pré-selecionadas como verdadeiras ou falsas. Os caminhos pelos quais os usuários podem conduzir o diálogo são infinitos, e nos esforçamos para conduzir um bate papo fluido e com conteúdo", explica Rômulo Collopy, diretor de tecnologia do Aos Fatos.

"No Facebook, acreditamos que uma das maneiras mais eficazes de combater a desinformação é ajudar as pessoas a tomar decisões conscientes sobre o conteúdo que elas encontram na internet e fora dela. E a bot no Messenger Fátima vem ao encontro disso", diz a diretora de parceiras de mídia do Facebook na América Latina, Claudia Gurfinkel.

A inteligência artificial da Fátima é baseada em processamento de linguagem natural. Como sua tecnologia ainda está sendo aperfeiçoada, ela é programada para responder perguntas pré-determinadas, em um universo ainda não tão amplo de dúvidas sobre desinformação. A ideia é que, com o tempo, ela possa ter um repertório suficientemente abrangente para que, em momentos de proliferação de boataria, possa dar respostas rápidas sobre dúvidas comuns.

Conheça aqui detalhes sobre o desenvolvimento e quem são os responsáveis pela robô checadora do Aos Fatos. Converse aqui com a Fátima ou por meio da página do Aos Fatos no Facebook.