Aos Fatos

Divulgação

Aos Fatos recebe selo internacional por compromisso com transparência

31 de março de 2017, 10h21


Após quase dois meses sob um processo de auditoria independente, Aos Fatos passou a integrar nesta quinta-feira (30) o grupo de plataformas de checagem verificadas pela IFCN (International Fact-Checking Network), sediada no Instituto Poynter, nos Estados Unidos. A iniciativa reúne sites, jornais, revistas e emissoras comprometidos com a produção de checagens transparentes, isentas e plurais de países de todos os continentes.

Signatário original dos cinco compromissos da rede mundial de checadores, Aos Fatos se comprometeu em setembro de 2016 a cumprir princípios éticos e de transparência que norteiam as boas práticas da checagem em nível internacional. A auditoria da IFCN comprovou que o site obedece rigorosamente a exigências de apartidarismo, equidade, transparência de financiamento e de método, além de ostentar uma política honesta de correção e de interação com o leitor.

"Desenvolvemos um sistema de selos para nossos signatários verificados, já que uma série de organizações ao redor do mundo afirmam respeitar nosso código de princípios, porém sequer se ofereceram para serem auditados", informou a IFCN em comunicado enviado ao site.

A partir de 30 de março de 2018, Aos Fatos passará novamente por avaliação, de modo que os auditores possam verificar se o site está cumprindo à risca os princípios com os quais demonstrou estar comprometido desde o ano passado.

O código de conduta assinado por Aos Fatos em 2016 e formalmente cumprido por sua equipe inclui os seguintes tópicos:

(1) UM COMPROMISSO DE APARTIDARISMO E EQUIDADE

Checamos declarações usando os mesmos parâmetros para todas as nossas checagens. Não concentramos nossas checagens em um só lado do espectro político-ideológico. Seguimos o mesmo método em todas as nossas checagens e permitimos que as evidências ditem nossas conclusões. Não advogamos por agendas políticas ou declaramos preferência ideológica em assuntos que checamos.

(2) UM COMPROMISSO PELA TRANSPARÊNCIA DAS FONTES

Queremos que nossos leitores tenham autonomia para comprovar o que apuramos. Fornecemos acesso às nossas fontes detalhadamente, para que os nossos leitores possam replicar nosso trabalho — à exceção de casos em que a segurança da fonte esteja sob ameaça. Nessa hipótese, oferecemos o máximo de detalhes que for possível.

(3) UM COMPROMISSO PELA TRANSPARÊNCIA DE FINANCIAMENTO E ORGANIZAÇÃO

Somos transparentes em relação à origem do nosso dinheiro. Se aceitamos financiamento de outras organizações, asseguramos que nossos financiadores não tenham influência sobre as conclusões de nossas reportagens. Detalhamos o histórico profissional de todos os principais membros da nossa organização e explicamos nossa estrutura organizacional e nossa situação jurídica. Também indicamos claramente maneiras de nossos leitores entrarem em contato conosco.

(4) UM COMPROMISSO COM TRANSPARÊNCIA DE MÉTODO

Explicamos nossa metodologia: como selecionamos, pesquisamos, escrevemos, publicamos e corrigimos nossas checagens. Encorajamos nossos leitores a nos mandar temas para checagem e somos transparentes a respeito de como e por que checamos determinados fatos.

(5) UM COMPROMISSO COM CORREÇÕES FRANCAS E AMPLAS

Temos uma política pública de correções e a seguimos escrupulosamente. Corrigimos com clareza e transparência, de acordo com nossas práticas públicas. Divulgamos o resultado final, de modo que nossos leitores tenham acesso à versão corrigida.