Aos Fatos

Seja um apoiador

Checamos

Leia as últimas declarações checadas pela equipe do Aos Fatos

Mais

Explore todos os nossos conteúdos e checagens

Allan dos Santos não afirmou que substituirá Wajngarten; tweet é de conta falsa

Por Amanda Ribeiro e Luiz Fernando Menezes

12 de março de 2020, 17h50


Não é verdade que o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos tenha afirmado em sua conta no Twitter que assumirá a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República enquanto o atual secretário, Fábio Wajngarten, recupera-se de uma infecção por coronavírus. A publicação com o anúncio que vem sendo compartilhada nas redes sociais (veja aqui) foi feita por um perfil homônimo — @aIIantercalivre, com dois “i” maiúsculos no lugar do “L” — que não é o do blogueiro, que, por sua vez, usa a @allantercalivre (com dois “L” minúsculos).

A publicação acumula mais de 3.000 curtidas e 500 compartilhamentos no Twitter. No Facebook, a imagem do post também tem sido difundida e todas as postagens foram marcadas com o selo FALSO (saiba como funciona).


FALSO

Não é do editor do Terça Livre Allan dos Santos um tweet que afirma que, enquanto o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, recupera-se de uma infecção por coronavírus, ele assumirá o seu posto. A conta que publicou a informação falsa é parecida com a do blogueiro mas usa dois “i” maiúsculos no lugar da letra “L”: @aIIantercalivre. No perfil real do blogueiro (@allantercalivre, com dois “L” minúsculos), na verdade, há um tweet que desmente informação em seu perfil oficial:

O responsável pela Secom, que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro em viagem aos Estados Unidos na última semana, foi diagnosticado com coronavírus nesta quinta-feira (12).

Não há, no entanto, qualquer informação sobre uma possível substituição de Wajngarten, que deve ficar de isolado em casa enquanto durar a infecção. Em telefonema ao Aos Fatos, a Secom afirmou ainda não ter uma posição oficial sobre um possível afastamento e substituição do secretário.

Referências:

1. O Globo
2. G1